1. Home
  2. |
  3. Educação e Pesquisa | Pesquisas
  4. |
  5. Ensino de ciências da natureza e suas tecnologias na educação básica do Brasil: quadro diagnóstico e compreensivo

Ensino de ciências da natureza e suas tecnologias na educação básica do Brasil: quadro diagnóstico e compreensivo

Coordenação: Sandra Unbehaum

Equipe:
DPE/FCC: Amélia Artes e Thaís M. Gava
Assistentes: Carolina Rosignoli e Carolina Piaia

Financiamento: British Council

Vigência: 2021

Descrição: Não apenas o Brasil, mas países de diferentes continentes têm empreendido esforços para o aprimoramento de bases curriculares, sobretudo na última década, com um olhar específico para o letramento científico. O motivo desse interesse tem entre suas razões garantir maior e melhor conhecimento de ciências da natureza e tecnologia pela população, visando a ter o protagonismo na produção de soluções tecnológicas e científicas para vários problemas sociais e ambientais. A recomendação de priorizar o ensino e a aprendizagem de ciências se coaduna às expectativas em relação à implementação da BNCC-Ciências e corrobora a importância de apurar outros estudos sobre ensino de ciências, bem como inventariar possíveis iniciativas locais e regionais de ações curriculares, assim como outras voltadas para a formação docente. Vale destacar outro desafio para o ensino das ciências: o de fomentar maior equidade de gênero e de raça. Apesar de avanços gerais, persistem sérias desigualdades de gênero na educação e nas ciências, com graves impactos negativos ao desenvolvimento social, científico e econômico do país. E, se degredados por cor, na distribuição nas carreiras científicas de maior prestígio, a desigualdade se acentua, afetando não somente as mulheres, mas também os homens negros e que historicamente apresentam menor taxa de escolarização. Visando a contribuir com ações e programas que possam apoiar o desenvolvimento de uma educação integral e com qualidade para crianças e jovens, esse projeto, que conta com apoio e parceria do British Council, propõe a realização de um diagnóstico sobre o ensino de ciências no Brasil, a partir de um levantamento das pesquisas, dos estudos e projetos desenvolvidos por universidades e institutos de pesquisa, na última década. Para complementar o diagnóstico, pretende-se investigar dados quantitativos, cuja síntese, juntamente com o levantamento dos estudos e pesquisa, permita obter um panorama amplo sobre como se constitui o ensino de ciências no Brasil, buscando entender como se configura esse campo à luz das atuais políticas públicas para a educação básica. Entende-se que esse diagnóstico compreensivo não pode prescindir de considerar a interface com a equidade de gênero, de raça e etnia e diversidade.

Skip to content