1. Home
  2. |
  3. Educação e Pesquisa | Pesquisas
  4. |
  5. Frequência na recuperação paralela: impactos na permanência escolar e na aprendizagem dos estudantes

Frequência na recuperação paralela: impactos na permanência escolar e na aprendizagem dos estudantes

Pesquisadoras DPE/FCC: Gláucia Novaes (coord.), Marialva Tavares, Adriana Bauer e Maria Rosa Lombardi

Pesquisadores colaboradores: Elba Barretto (FCC)

Equipe de pesquisa: Miriam Bizzocchi e Raquel Valle

Financiamento: UNESCO e Secretaria Municipal de Educação de São Paulo

Vigência: 2019-2020

Descrição:  O Projeto de Apoio Pedagógico – Recuperação de Aprendizagens, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME-SP) desde 2014, foi foco de investigação avaliativa por parte de grupo de pesquisadores do DPE, a partir de edital de seleção instituído pelo Pátio Digital em parceria com a UNESCO. A pesquisa focou os dados dos anos de 2017 e 2018 e teve como objetivo principal identificar estratégias, ações e condições de desenvolvimento do projeto em diferentes contextos educacionais da rede municipal paulista, bem como retratar o perfil dos participantes – educadores, gestores e alunos. Além de identificar estratégias, ações e condições contextuais relacionadas aos resultados escolares e à permanência no sistema escolar dos estudantes atendidos, a investigação, de cunho avaliativo, buscou contribuir para a melhoria do acompanhamento do projeto, ao também propor uma estrutura de Painel de Dados que auxilie a SME-SP no monitoramento permanente do Programa. Em termos metodológicos, o estudo partiu de uma extensa pesquisa bibliográfica sobre projetos da mesma natureza. Paralelamente, realizaram-se análises com as bases de dados abertos da SME constantes na plataforma Pátio Digital e com documentos oficiais disponíveis sobre o projeto. Para melhor contextualizar a rede e suas escolas, foram utilizados dados de bases secundárias, como indicadores sociais elaborados pelo IBGE, Censo Escolar, Saeb e Prova São Paulo. Foram elaborados questionários para os professores de turmas de recuperação e seus coordenadores pedagógicos, distribuídos eletronicamente, com auxílio do NTI/FCC. Realizaram-se, ainda, grupos focais com uma amostra de alunos participantes do projeto. Os resultados obtidos apontaram uma prevalência da oferta de turmas de Língua Portuguesa e de Matemática em turmas de recuperação, com restrição na de outras disciplinas. Em termos operacionais, observou-se a necessidade de aprimoramento da infraestrutura para oferecimento das turmas de recuperação em parte das escolas, tanto para a permanência dos estudantes nas escolas quanto no que se refere aos meios informáticos de apoio ao trabalho do professor e de registro das informações sobre a recuperação paralela. Dentre os perfis dos profissionais analisados, destaca-se que parte dos professores de turmas de recuperação tinha alguma formação para atender alunos com dificuldades de aprendizagem, o que os encorajou a participar do Projeto. Sua aceitação pelos alunos é positiva, ainda que a análise dos dados de perfil dos estudantes descortine desigualdades de cor e raça dentre aqueles que são enviados pelos professores para a recuperação em comparação com o perfil dos que não o são.

Skip to content