Vinte e cinco anos de avaliação de sistemas educacionais no Brasil: origem e pressupostos - Volume 1

Vinte e cinco anos de avaliação de sistemas educacionais no Brasil: origem e pressupostos - Volume 1

Organizadoras: Adriana Bauer; Bernardete A. Gatti e Marialva Tavares
Autores: Adriana Bauer; Marialva R. Tavares; Juan Casassus; Bernardete A. Gatti; Dirce Nei Teixeira de Freitas; Ruben Klein; Maria Inês Gomes de Sá Pestana; Maria Angélica Pedra Minhoto; João Luiz Horta Neto; Maria Alba de Souza.
Idioma: Português
Assunto: Sistemas de Avaliação, Educação, Políticas, Sistema Educacional, Formação de Professores, Currículos.
Edição: 1 ed.
Páginas: 192p.
Ano de Publicação: 2013
Editora: Insular Livros; Fundação Carlos Chagas.

SINOPSE

Este livro é um balanço e, ao mesmo tempo, um momento de reflexão sobre o que se está fazendo em avaliação de redes educacionais no país. Reflexão mais que necessária pelas implicações que essas avaliações têm gerado. Caminhamos e avançamos, sem dúvida, mas agora é um momento propício para se refletir sobre essa caminhada, considerando as questões científico-técnicas, políticas e educacionais envolvidas. Este livro, justamente, reúne trabalhos e debates em que essa temática é abordada. Oferece um momento para que as rotinas nas quais enveredamos nas avaliações de desempenho escolar e seus consequentes sejam analisados mais a fundo. Com isso, espera-se contribuir com aperfeiçoamentos e redirecionamentos dessas práticas.
Bernardete A. Gatti

Este primeiro volume contém parte dos textos e reflexões do Ciclo de Debates – 25 anos de avaliação de sistemas educacionais no Brasil, realizado pela Fundação Carlos Chagas no ano passado, reunindo pesquisadores, especialistas e gestores públicos com reconhecida experiência na realização dessas avaliações, em torno de um tema essencial e determinante no cenário nacional e internacional da educação.

O Ciclo foi organizado em três eventos: Origem e pressupostos da avaliação de sistemas, Implicações das avaliações de sistema educacional e Reflexões a partir de estudos e experiências de avaliação.

Fez-se uma retrospectiva analítica da experiência brasileira nessa temática e pautaram-se os marcos e questões de referência à produção de conhecimento e formulação de políticas no campo da educação.

O debate ainda tratou dos efeitos dessas avaliações sobre os sistemas educacionais e sobre as tendências de usos de seus resultados nas redes de ensino. Isso possibilitou discutir a capacidade de contribuição dos modelos de avaliação para elevar os padrões educacionais, visando assegurar o direito de toda a população a uma educação de qualidade, como também os impasses e desafios resultantes da política de avaliação de resultados nos sistemas de ensino.

Enfim, uma publicação que sistematiza a história dos sistemas de avaliação da educação no Brasil desde os seus primórdios e subsidia as tão necessárias discussões sobre o tema.