1. Início
  2. |
  3. Fcc Em Pauta
  4. |
  5. Um diálogo sobre a Teoria das Representações Sociais e Comunicação com Ivana Marková

Um diálogo sobre a Teoria das Representações Sociais e Comunicação com Ivana Marková

Ivana Marková lança novo livro sobre a relação entre a teoria da dialogicidade, Representações Sociais e Comunicação. 

20/10/22 | Por Graciele Almeida de Oliveira, Núcleo de Comunicação, Fundação Carlos Chagas. São Paulo, SP, Brasil.

Em Pauta. Um diálogo sobre Representações Sociais e Comunicação com Ivana Marková. Logotipos da Fundação Carlos Chagas e CIERS-ed

Em seu novo livro The making of dialogical mind: Social Representations and communication, Ivana Marková, pesquisadora e professora da University of Stirling (Escócia), aborda a importância da comunicação e da linguagem para a teria das Representações Sociais. Ela parte da teoria dialógica e de contribuições de estudiosos como Serge Moscovici, Mikhail Bakhtin e Edgar Morin. 

De acordo com a autora, pensamento, ação e comunicação são indissociáveis e características básicas das representações sociais. Na entrevista sobre o lançamento do livro, concedida à Fundação Carlos Chagas, Ivana também discorre sobre termos e conceitos complementares e dependentes, como temporalidade e espacialidade, e sobre as noções de consciente, inconsciente e não-consciente. Esses termos, abordados também na obra de Serge Moscovici, e que fazem parte de diferentes áreas, como a da teoria das Representações Sociais e também a psicanálise, são explicados pela autora que chama atenção para a importância do inconsciente para a fabricação da cultura e para a constituição do pensamento social.  

Na entrevista, Ivana também discorre sobre modelos teóricos relacionados a paradigmas ternários, bem como a thermata, desenvolvida por Gerald Holton, e as Teorias de Representações Sociais e as contribuições de Serge Moscovici e Denise Jodelet para a teoria das Representações Sociais. 

Ivana Marková é consultora do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade – Educação (CIERS-ed) e  vem realizando, ao longo dos anos, variadas investigações focando-se sobretudo na linguagem, na comunicação e na interdependência entre Self e Outros, em uma perspectiva dialógica. Em consonância com sua trajetória investigativa, sua pesquisa atual continua a investir esforços no desenvolvimento da dialogicidade como epistemologia do senso comum.  

Referências

MOSCOVICI, S., MUGNY, G., PÉREZ, J.A. La influencia social inconsciente: estudios de psicología social experimental.  Anthropos Editorial, 1991

 

Saiba mais

Assista ao vídeo da entrevista concedida pela pesquisadora Ivana Marková à Fundação Carlos Chagas

Saiba mais sobre as produções do Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade – Educação (CIERS-ed)  e outros livros sobre Representações Sociais disponibilizados pela Fundação Carlos Chagas clicando aqui.

 

Veja mais

Nenhum post encontrado.

Skip to content