1. Início
  2. |
  3. Fcc Notícias
  4. |
  5. Em entrevista, pesquisadoras da FCC discutem desigualdade de gênero e a presença das estudantes do ensino médio nas áreas STEM
Avaliação | Processos Seletivos  
Pesquisa e Educação
Concursos
Avaliação | Processos Seletivos  
Pesquisa e Educação
Concursos

 

Em entrevista, pesquisadoras da FCC discutem desigualdade de gênero e a presença das estudantes do ensino médio nas áreas STEM

 

|28/10/19

Confira a entrevista com Sandra Unbehaum e Thaís Gava, pesquisadoras do Grupo de Pesquisa Gênero, Raça/Etnia: educação, trabalho e direitos humanos do DPE (Departamento de Pesquisas Educacionais) da FCC (Fundação Carlos Chagas). No vídeo, elas comentam o artigo “A educação STEM e gênero: uma contribuição para o debate brasileiro, produzido conjuntamente com Elisabete Regina Baptista de Oliveira (in memoriam).  No texto, disponível no número 171 de Cadernos de Pesquisa, elas apresentam importante levantamento bibliográfico sobre as produções científicas que analisam a baixa presença feminina no ensino médio, nas áreas STEM (em inglês: Ciências, Tecnologia, Engenharias e Matemática). Assista a seguir:

O trabalho foi realizado no âmbito da pesquisa Elas nas Ciências: Um Estudo para a Equidade de Gênero no Ensino Médio, desenvolvida entre os anos de 2016 e 2017, com financiamento do Instituto Unibanco e da FCC. As reflexões sobre a igualdade de gênero no ensino médio tiveram como fonte empírica a produção acadêmico-científica, disponível na base de dados Eric (Education Resources Information Center), sobre educação STEM e sua intersecção com gênero e estudantes do ensino secundário.

Conhecer os estudos internacionais pode contribuir para o enfrentamento das desigualdades de gênero?

Segundo as autoras, há uma vasta literatura brasileira sobre presença feminina em postos de trabalho, frequentemente ocupados por homens, examinando sobretudo as desigualdades salariais e a baixa participação delas em cargos de liderança. Contudo, as pesquisadoras defendem a necessidade de ampliar a produção de análises sobre os fatores que levam as mulheres a fazerem suas escolhas profissionais, em especial, pelas áreas STEM.

Recentemente, diversas iniciativas que incentivam o acesso feminino às áreas das exatas têm sido desenvolvidas no Brasil, como, por exemplo, o Edital Gestão Escolar para Equidade: Elas nas Exatas, que promove o apoio financeiro e técnico a projetos voltados para a promoção da discussão de gênero nas  ciências exatas e tecnológicas em escolas públicas de ensino médio de todo o país.

Ao considerar esse desafio, Sandra Unbehaum provoca: Como podemos reverter a desigual presença de mulheres nas áreas STEM, sem nos limitarmos a apenas garantir o acesso às universidades? É fundamental um olhar atento para identificar a presença de vieses de gênero nos processos de ensino-aprendizagem ao longo de todo o processo de escolarização.

SOBRE O CP

Desde 1971, Cadernos de Pesquisa publica trabalhos inovadores, relativos a pesquisas, ensaios e outras modalidades de textos. Aborda a educação de forma ampla, agregando à temática escolar estudos que tratam de questões relacionadas a gênero, relações raciais, infância, juventude, escola, trabalho, família, políticas sociais. Clique aqui e acesse a página do periódico.

FCC
Skip to content