1. Início
  2. |
  3. Fcc Notícias
  4. |
  5. Fundação Carlos Chagas participa da elaboração de documento para formação continuada de professores
Avaliação | Processos Seletivos  
Pesquisa e Educação
Concursos
Avaliação | Processos Seletivos  
Pesquisa e Educação
Concursos

 

Fundação Carlos Chagas participa da elaboração de documento para formação continuada de professores

 

|21/12/21

Material é fruto de uma Frente de Trabalho do Consed e da Undime e visa contribuir com as redes de ensino brasileiras na implementação da BNC-Formação Continuada 

Na última segunda-feira de novembro, ocorreu o lançamento do documento BNC Formação Continuada na Prática: implementando processos formativos orientados por referenciais profissionais, que busca contribuir para o fortalecimento de políticas de formação continuada de professores das redes estaduais e municipais de ensino do país.

O Departamento de Pesquisas Educacionais da Fundação Carlos Chagas participou da elaboração do documento com a equipe técnica formada pelos pesquisadores Gabriela Miranda Moriconi e Nelson Antonio Simão Gimenes, em conjunto com os colaboradores Rodnei Pereira (USCS), Walkiria Rigolon (SEE-SP), Amadeu Bego (UNESP) e Daniel Abud Matos (UFOP). 

A iniciativa apresenta recomendações para que as redes estaduais e municipais de educação no Brasil se apropriem do documento da Base Nacional Comum para a Formação Continuada de Professores da Educação Básica (BNC-FC), instituída em 2020 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), e possam utilizá-los em processos de formação continuada de educadores. Além disso, conta com uma Proposta de Matriz de Desenvolvimento Profissional Docente, instrumento prático que pode ser usado no levantamento de necessidades formativas, na identificação de potenciais formadores e na avaliação de ações de formação adotadas. 

A construção do documento foi realizada em etapas, de maneira colaborativa e considerando a diversidade de contextos e formas de organização das redes de ensino. Na primeira fase, foram entrevistados técnicos de 20 Secretarias de Educação do país, sendo dez municipais e dez estaduais, distribuídas pelas cinco regiões geográficas. O objetivo das entrevistas foi obter informações sobre desafios e práticas ligados à formação continuada de professores.

A partir das entrevistas, de experiências nacionais e internacionais e de informações disponíveis na literatura especializada, uma proposta do documento foi elaborada e submetida à leitura crítica das redes estaduais e municipais de Educação. Em seguida, versões preliminares do documento e da matriz de desenvolvimento profissional foram formuladas e discutidas em reunião com a Frente de Trabalho envolvida no projeto, para ajustes com base nas devolutivas dos participantes. 

Além da assessoria técnica da Fundação Carlos Chagas, a Frente de Trabalho para elaboração das recomendações contou com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional de Dirigentes Municipais (Undime), e com a parceria do Movimento Profissão Docente. 

O documento está disponível para consulta no site da Undime.  

Skip to content