1. Início
  2. |
  3. Educação e Pesquisa | Pesquisas
  4. |
  5. Avaliação Reflexiva da Qualidade da Educação Infantil na Rede Pública de Florianópolis e Desenho e Implantação de Sistema de Monitoramento da Qualidade da Educação Infantil

Avaliação reflexiva da qualidade da educação infantil na rede pública de Florianópolis, desenho e implantação de sistema de monitoramento da qualidade da educação infantil

Coordenação: Eliana Bhering

Pesquisadores Colaboradores: Mariane Koslinsky (UFRJ), Tiago Bartholo (UFRJ)

Equipe de Pesquisa: Raquel da C. Valle (estatística), Blenda Luize Chor Rodrigues

Financiamento: Prefeitura Municipal de Florianópolis-SC

Vigência: 2015-2019

Descrição: A Secretaria Municipal de Educação (SME) de Florianópolis-SC, dispondo de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento, contratou a equipe da FCC para desenvolver um projeto de avaliação da qualidade dos ambientes de educação infantil e a concepção e implantação de um sistema de monitoramento da educação infantil da rede municipal. Os objetivos do projeto são: 1) avaliar a qualidade dos ambientes das unidades municipais de EI por meio da utilização de escalas ITERS-R e ECERS-R, o que permitirá a avaliação reflexiva (antes e depois) das unidades de EI; 2) desenvolver e implantar um sistema contínuo de monitoramento das políticas e das ações da gestão municipal, com vistas à melhoria da qualidade dos ambientes das unidades de EI; e 3) propor recomendações para: a) concepção e plano de formação continuada; b) acompanhamento do trabalho dos profissionais de EI; e c) proposta de acompanhamento das crianças ao longo da EI. O projeto tem duração prevista até 2019. Nos anos de 2015 e 2016, foram desenvolvidas as seguintes atividades: apresentação dos dados da avaliação das unidades de educação infantil para a SME e para as unidades; ações de formação com gestores das unidades para a leitura dos dados; elaboração do sistema de monitoramento, incluindo especificação de indicadores, instrumentos e fontes de coleta, relatórios de devolutiva e estratégias para a testagem do sistema. Durante o ano de 2017, as atividades relativas ao sistema de monitoramento foram realizadas com a participação de outros setores da SME que têm implicações para o atendimento das crianças entre 0 e 5 anos. Os primeiros resultados referentes à avaliação demonstram que há variações na qualidade do atendimento das unidades educativas, havendo aquelas cuja qualidade parece comprometida e aquelas que receberam pontuações mais elevadas. Esse resultado impactou imediatamente a programação da formação continuada da rede municipal assim como as tratativas com relação às questões de infraestrutura das unidades. As ações do projeto também revelaram importantes reflexões das equipes envolvidas no âmbito desse projeto.

Esse estudo tem ampla abrangência municipal, envolvendo os profissionais dos diversos setores da SME e as equipes das 94 unidades educativas da rede pública. Acredita-se que seu impacto alcance as comunidades e suas respectivas famílias, aquelas que têm seus filhos matriculados nessas instituições públicas, uma vez que o objetivo, tanto da avaliação quanto da elaboração do modelo conceitual e sua implementação na rede municipal, gira em torno de criar estratégias de melhoria a partir de evidências. Até o presente momento, parece ser inédito no Brasil em termos de seu conteúdo e da ação direta da SME em todas as etapas do seu desenvolvimento, desde sua elaboração até a realização de ações oriundas dos resultados até então alcançados e discussões realizadas ao longo do processo. A investigação será apresentada pela própria rede municipal em seminário internacional e muitas ações serão realizadas com todos os profissionais da rede municipal envolvidos no trabalho da EI. A elaboração e implementação de um sistema de monitoramento das políticas e práticas da educação infantil e sua trarão contribuições expressivas para o trabalho e políticas locais e que podem influenciar a política nacional de avaliação da EI que está sendo elaborada pelo MEC/Inep. Durante o ano de 2018, o sistema de monitoramento foi concluído, e a primeira testagem será realizada em 2019. Para 2019, está prevista a última avaliação dos ambientes de creche e pré-escola da rede municipal.

FCC
Skip to content